Blog de SAROBA (Settineri)


Lula visita atletas do Parapan no Rio de Janeiro
Ao lado de Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro, e Orlando Silva, ministro dos Esportes, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou, nesta sexta-feira, a Vila Parapan-americana e criticou fortemente o preconceito, prometendo continuar com o apoio aos atletas do Parapan em competições importantes."Vocês (atletas parapan-americanos) não podem ser tratados como cidadãos de segunda classe só porque Deus fez vocês diferentes das outras pessoas. O preconceito é uma das doenças mais nojentas que a humanidade criou", disse o presidente.No discurso, o presidente da República fez elogios ao desempenho e ao exemplo dos atletas parapan-americanos."O esforço e a demonstração da cidadania que vocês têm dado a esse País mereceria uma medalha que não caberia no pescoço de vocês. Quero dar os parabéns a vocês", comentou.
O HORROR À DIFERENÇA!
Brasil: terra do PAN – 2007 e do Para-PAN – 2007:
É notável o horror à diferença neste país tropical. Nosso presidente bem o disse, referindo-se à falta de patrocínio para atletas com algum tipo de deficiência. Mas não é só... Foi claro o desleixo de nossa imprensa dita “imparcial” na cobertura dos jogos Para - PAN Americanos.
Enquanto nos jogos dos “bonitinhos”, dos “normais”, eram passados ao vivo, interrompendo programas de duvidosa qualidade como o da “cansadinha” Ana Maria Braga, do imbecilizante “Vídeo-Show”, da não apresentação de seções da tarde para a cobertura dos jogos dos preferidos da mídia, no caso do Para - PAN, nada disto aconteceu...
E tem mais, quem esqueceu das aparições dos atletas premiados em todos os programas de auditório da Rede Globo? Na Ana Maria Cansada Brega, no Jô Soares, Nos tele-jornais, no programa de sábado do Serginho (outro triturado pela máquina de destroçar cabeças da Vênus platinada), enfim, em todo espaço possível nós tínhamos aparições de atletas (com todo o merecimento) que defenderam nosso país nos Jogos PAN Americanos...
Mas e os do Para - PAN? Onde foram vistos aqueles que conseguiram o feito INÉDITO de conquistarem o primeiro lugar em número de medalhas para nosso país a competição?
Em que programas apareceram entrevistas emocionadas com estes batalhadores, não desmerecendo nossos medalhistas do PAN, mas sim reafirmando estes que muitos obstáculos enormes foram obrigados a vencer? Ou será que a superação desta gente sofrida não é notícia?
É cega, surda e burra uma mídia que não compreende uma questão como esta. É tão forte a sua ojeriza ao diferente que não lhe passa pela cabeça que o diferente também começa a ter espaço na sociedade brasileira...
Porque não dizer, começa a ter espaço até na presidência da república, com nosso operário, nordestino, bóia-fria, fazendo um governo que só dá inveja aos seus antecessores.
Mas isto a mídia não quer, não pode, pois se lhe parece uma afronta ao seu projeto elitista e excludente de sociedade. E ainda não entende porque apesar de todos os seus esforços, martelando, mentindo, inventando – assim como a RCTV fez na Venezuela – não consegue – assim como lá – abaixar o nível de aceitação do primeiro governo popular deste nosso país.
Mas voltando ao Para - PAN, foi vergonhosa a cobertura, não deram os rostos aos nossos HERÓIS!! Sim HERÓIS, pois além de conseguirem vencer os outros concorrentes, venceram suas deficiências, a falta de patrocínio das empresas (que certamente pensam que sua imagem não possa estar vinculada a algum deficiente físico), a discriminação que sofrem – mesmo vencedores, junto à esta sociedade elitista e venceram também a mídia, que os ignorou solenemente.
Países Ouro Prata Bronze Total
1°Brasil 83 68 77 228
2°Canadá 47 37 26 110
3°México 38 41 36 115
4°Estados Unidos 37 43 35 115
5°Cuba 26 21 11 58
6°Argentina 7 16 30 53
7°Venezuela 5 9 14 28
8°Peru 3 1 0 4
9°Colômbia 2 6 9 17
10°Jamaica 1 2 2 5
11°Porto Rico 1 1 2 4
12°Equador 1 1 1 3
13°Costa Rica 0 1 2 3
14°Chile 0 1 1 2
15°Panamá 0 1 0 1
15°Uruguai 0 1 0 1
16°El Salvador 0 0 1 1
16°Paraguai 0 0 1 1
O quadro de medalhas é ordenado pelo número de medalhas de ouro obtidas.
Este foi o resultado de nosso quadro de medalhas nos jogos Para-PAN Americanos e mesmo assim, duvidamos que algum brasileiro se lembre do rosto ou tenha viva na lembrança a trajetória destes competidores, pela cobertura da mídia.
São dois pesos – duas medidas, como sempre em nossa mídia parcial e elitista.
Luiz Antonio Franke Settineri - SAROBA


Escrito por Luiz (SAROBA) Settineri às 21h36
[   ] [ envie esta mensagem ]




REDEMOCRATIZAR O PARTIDO – REPODERAR AS BASES
REDEFININDO O PED!

Nosso sistema de eleições diretas para nossos cargos de direção partidária em todos os níveis é sem dúvida, e sem parâmetros nos demais partidos políticos brasileiros, um forte caminho democrático. Temos muito orgulho desta nova forma de eleição de nossos líderes, mas em alguns pontos temos comentários e proposições a fazer:
Quanto à sua periodicidade: Como originalmente instituído, a realização de PEDs de três em três anos nos causa alguns contratempos.
De um lado, no extenso tempo de duração dos mandatos o que seguidamente esbarra na dinâmica de nossas vidas e de nossa vida profissional, acarretando vazios de representação devido a atividades que se não impedem, dificultam nossas atuações nas diversas instâncias do Partido.
De outro, a periodicidade de três anos nos faz coincidir este importante instrumento democrático com as eleições gerais e/ou municipais de nosso país, dificultando ou mesmo impedindo sua realização no ano previsto, como ocorreu no ano passado.
Propomos: Os PEDs terão a periodicidade de dois anos sendo este o tempo de duração dos mandatos de nossos diversos diretórios.

Outra questão que nos parece poder ser melhorada é a de nossa dinâmica eleitoral. Hoje nosso partido escolhe seus diretórios através de chapas onde a proporcionalidade dita suas composições. Apenas o presidente das diversas instâncias é escolhido diretamente, sendo que a determinação de quem ocupa os cargos conquistados por cada chapa são os coordenadores das mesmas.
Como sabemos a conformação de uma chapa, nos diversos níveis, é feita após diversas negociações onde muitas vezes aqueles que não pertencem a grupos já constituídos – normalmente pertencentes às tendências internas – ficam excluídos ou tem sua participação muito restrita. Estas pessoas, petistas como todos, ficam quase que limitados à sua mais próxima instância de atuação, zonais e/ou municipais, ficando quase impossível alcançar os níveis de Diretórios Estaduais ou ao Diretório Nacional.
Considerando que de nossos mais de um milhão de filiados e das pessoas que participam das tendências internas vemos que a maioria partidária está excluída da formação dos instrumentos de poder no Partido.
Em vista disto propomos: que em todas as instâncias partidárias, na composição de seus diretórios, sejam garantidos 30% dos cargos a serem preenchidos através de inscrições individuais – não pertencentes a nenhuma chapa inscrita e não detentor de cargo eletivo.
As inscrições serão feitas de acordo com as normas de tempo de filiação condizente e terão um respaldo de um conjunto de militantes que ao mesmo tempo em que respalde a indicação, não seja impeditivo pela sua grandiosidade. Sempre lembrando que sendo para garantir os setores não organizados do Partido não podemos criar barreiras muito complexas para as inscrições dos postulantes.
A reaproximação do partido com suas bases é de fundamental importância neste momento político e acreditamos ser esta uma boa forma de conseguirmos isto. Também será uma forma de criarmos um atrativo extra ao PED para milhares de companheiros que se verão com uma representatividade mais próxima de sua imagem de militante não organizado.

Escrito por Luiz (SAROBA) Settineri às 22h31
[   ] [ envie esta mensagem ]




Nosso partido passou por uma dura prova nos anos de 2005/06. Nosso patrimônio ético foi questionado e ficamos na berlinda em diversas ocasiões sendo que a militância foi pega de surpresa pela avalanche de ataques que a mídia muito bem soube aproveitar. Isto demonstrou claramente o distanciamento que ocorre atualmente entre a base e as direções partidárias e as nossas representações nas diversas casas legislativas.
Pretendo discutir aqui estes problemas no que tange ao município de Porto Alegre, mas conforme diversos contatos com PeTistas do Brasil como um todo, verificamos que os problemas não são isolados.
Não coloco estes problemas sem conhecimento de causa, visto ter sido membro do DM de PoA na gestão passada, e ser militante de base de nosso partido, militando na zonal que faço parte.
Começando pelas ZONAIS E NÚCLEOS: eles estão em um processo de esvaziamento que quebra a tônica geradora de nosso Partido. As questões do partido pela base e do partido para o ano inteiro foram deixadas de lado e vemos um esvaziamento destas importantes instâncias.
As discussões hoje levadas a cabo nos núcleos e nas zonais não mais perpassam o partido como um todo, morrendo ali mesmo no local onde foram levantadas. Fora as das tendências, que diretamente as levam aos instrumentos de poder do partido, o militante vê infrutíferas suas tentativas de influir nas práticas e nas políticas partidárias. O esvaziamento se torna crônico sendo que a maioria das zonais não tem nem lugar certo de reunir-se e suas reuniões são cada vez mais raras e, como já foi dito, não alcançam a disseminação das discussões.
No Diretório Municipal também vemos um esvaziamento do poder deliberativo. Até o número de reuniões regimentais não é cumprido e o poder concentra-se ainda mais, na direção executiva do DM.
O poder concentra-se cada vez mais e a militância fica excluída das deliberações e do dia-a-dia partidário. Aqui no RS, acostumado com uma militância participativa e atuante, vimos nas últimas eleições uma apatia que só foi um pouco modificada no 2º turno, onde pode-se ver alguma mobilização de rua e apareceram, ou reapareceram as estrelas nos peitos dos nossos correligionários.
Concentra-se o poder também nos comitês de campanha. O petista de base vê as portas fechadas para quaisquer participações que não as de uma simples distribuição de materiais e de caminhadas pelas ruas, que também são importantes, mas não engajam o mesmo como ator da ação, apenas um coadjuvante.
A substituição de nossas instâncias por imposições de nossos cargos eletivos também é gritante. Na gestão passada, quando ainda tínhamos a Prefeitura de PoA, vimos em diversas ocasiões esta ditar as diretrizes partidárias. As reuniões do DM eram preparadas antes no Paço Municipal, vindo as questões para o DM já resolvidas, sem possibilidade de contestações.
E nos períodos quando eram mais possíveis as resistências do DM, simplesmente não eram realizadas as reuniões.
Hoje vemos a página de nosso Diretório municipal praticamente controlada pela nossa bancada de vereadores – que deve ter seu espaço de comunicação com a militância, é claro, mas não em substituição de nosso organismo maior de nossa cidade. Quem visita a HP do DM-PoA - http://www.ptpoa.com.br/ - vê os pronunciamento dos vereadores, suas propostas, diversos links para se comunicar com eles e nem um para se comunicar com nosso DM.
PELA DEMOCRATIZAÇÃO E O RE-PODERAMENTO DE NOSSAS INSTÂNCIAS DE BASE
RETOMAR AS INSTÂNCIAS DO PT!

Escrito por Luiz (SAROBA) Settineri às 22h29
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BRASIL QUE QUEREMOS!

Neste tema, gostaria de ponderar um ponto do Brasil que queremos: A Reforma Política!

Há muito temos uma legislação eleitoral que navega de acordo com a influência dos mares e das marés e é tempo de o Partido dos Trabalhadores vir a publico demonstrar sua intenção política de tornar as regras claras para que as medidas de regulamentação de cada eleição não necessitem ser modificadas a cada pleito. Alguns clamores públicos são óbvios neste tema, mas temos que começar a discutir com afinco e tirar nossas posições claramente para que possamos oferece-las à sociedade.
São diversos os assuntos que devem ser discutidos neste tema e creio que a discussão será melhor conduzida se os tratarmos ponto a ponto, construindo assim a estrutura política que achamos ideal para nosso país. Sendo um tema amplo, certamente não irei atingir todos estes temas, mas a colaboração dos companheiros e o debate das idéias, que deve começar ainda antes de nosso III Congresso, servirá para aprofundarmos o assunto no sentido de construirmos uma proposta unitária – ou da maioria – visando um aperfeiçoamento de nosso sistema eleitoral.
São muitos os problemas que nos afligem, em nosso sistema eleitoral, mas vamos por partes:

1) FIDELIDADE PARTIDÁRIA: Somos pela Fidelidade Partidária sendo que o mandato é de propriedade do Partido ao qual foi eleito o parlamentar e/ou o membro do Executivo. A troca de Partido será punida com a perda do mandato sendo que o primeiro suplente, ou o vice, ou o suplente de senador, conforme o caso, deverá assumir as funções da pessoa que descumpriu o ideário partidário e/ou quis trocar de partido.
DIREITO DAS MINORIAS – Fica assegurado ao detentor do cargo público o direito de promover uma consulta, sendo a questão de cunho ideológico, às bases do partido, realizada no máximo em 90 dias, onde se acompanhado de um mínimo de 20% dos votos será permitida sua saída para a criação de nova agremiação ou a entrada em bloco em outra já existente sem que seja efetuada a destituição de seu mandato.

2) ESPAÇOS NA MÍDIA: Deverá haver equidade nos espaços da mídia no período eleitoral sendo que se um candidato merecer algum espaço para aparecer este mesmo tempo, em horário semelhante, deverá ser disponibilizado a todos os demais candidatos à vaga igual ao favorecido. Multa pesada para que não respeitar e direito assegurado pela justiça aos outros candidatos prejudicados.

3) PUNIÇÃO PARA PARTIDOS GUARDA-CHUVA DE CORRUPTOS: Não só o parlamentar deverá ser punido, em caso de comprovada corrupção, confirmada pelo TSE, o Partido político que lhe deu guarida também deverá pagar multa pelo abrigo do parlamentar.


Escrito por Luiz (SAROBA) Settineri às 18h04
[   ] [ envie esta mensagem ]




Reforma Política I (Continuação)

4) FINANCIAMENTO PÚBLICO DE CAMPANHA: O financiamento das campanhas a quaisquer cargos eletivos no Brasil terá EXCLUSIVAMENTE financiamento público sendo que a distribuição dos recursos deverá ser de acordo com as candidaturas de cada um, após detalhada pesquisa de valores feita por órgão que tenha as diversas representações políticas e o ministério público. Ficará vetada a transferência de recursos inter-partidos e sua utilização em outros fins que não sejam os estipulados. O controle será feito, obrigatoriamente pelos tribunais de contas.

5) PROPORCIONALIDADE DE REPRESENTAÇÃO NA CÂMARA: Diminuição do número de vagas mínimas para o cargo de deputado federal em 3 parlamentares, refazendo-se os demais cálculos para que cada brasileiro tenha seu voto com o mesmo valor.

6) PODERES DO SENADO: Redefinição da atuação dos senadores vinculando-os unicamente à representação estadual sem continuar com o que hoje é de concorrência com a Câmara de Deputados.

7) IMUNIDADE PARLAMENTAR: A imunidade parlamentar só será executada para “crimes” de opinião, não sendo devida a crimes comuns ou de corrupção passiva ou ativa.

8) INDEPENDENCIA ENTRE OS PODERES: Fica garantida a independência entre os poderes excluindo o direito de auto-reposição ou auto-aumento salarial. Quem sabe a proposta que o Executivo determine os aumentos devidos ao Legislativo, o Legislativo aos aumentos do Judiciário e o Judiciário aos aumentos do Executivo?

9) RECESSO PARLAMENTAR: O recesso parlamentar será de 30 dias.

10) REELEIÇÃO: Não é permitida a reeleição para mandato imediatamente posterior ao mandato de cargos executivos.

11) RENÚNCIA: Caso a renúncia se proceda durante investigação de atos de improbidade, esta não elimina a necessidade de término da investigação, seu julgamento e, se for o caso, da punição devida.

12) NEPOTISMO: Fica proibida terminantemente a contratação – a não ser por concurso público – de quaisquer parentes até 3 grau dos detentores de cargos público. Comissão permanente para pesquisa de contratação cruzada deverá ser constituída.

Luiz Antonio Franke Settineri (SAROBA

Escrito por Luiz (SAROBA) Settineri às 18h02
[   ] [ envie esta mensagem ]




Blog para postar as discussões do III Congresso do PT

Inicialmente irei utilizar este BLOG para abrigar textos que aparecerem sobre o III Congresso do PT. Podem postar suas contribuições à vontade!

Saroba (Luiz Antonio F. Settineri)



Escrito por Luiz (SAROBA) Settineri às 10h03
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sul, TAPES, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, Spanish, Política, Cinema e vídeo
MSN - luiz_settineri@yahoo.com
Histórico
  19/08/2007 a 25/08/2007
  11/03/2007 a 17/03/2007
  18/02/2007 a 24/02/2007


Outros sites
  Comunidade do ORKUT: RUMO AO 3º CONGRESSO DO PT
  Tese que assino para o 3º Congresso do PT
  Meu Fotolog - fotos de Encruzilhada Natalino na campanha de 1989 do Lula!
  CORREANDO - JORGE CORREA
Votação
  Dê uma nota para meu blog